Publicado em: quarta-feira, 03/10/2012

Médicos paulistas incluirão atividades físicas em tratamentos médicos

Médicos paulistas incluirão atividades físicas em tratamentos médicosNesta quarta-feira (03) haverá o lançamento de um programa de saúde dos Estados Unidos que capacita médicos para que os profissionais recomendem exercícios para pacientes.

A American College of Sports Medicine e a American Medical Association criaram o programa “Exercise is Medicine” no ano de 2007 e procuraram preparar médicos e outros profissionais de saúde dos Estados Unidos para que fossem adicionadas atividades em diversos tipos de tratamentos.

A médica e diretora-geral do Celafiscs (Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul) Sandra Mahecha Matsudo diz: “Queremos que os profissionais entendam os benefícios da atividade física. A maioria ainda tem receio, acha que o paciente pode quebrar algo, ter um infarto, mas ele tem muito a ganhar com a inserção da atividade moderada no dia a dia”.

Espera-se que médicos aprendam como receitar atividades físicas aos seus pacientes, conforme o seu estado físico, e indique para que tenha contato com uma pessoa formada em educação física.

Este programa norte-americano prescreve atividades físicas para diferentes tipos de doenças, tais como esclerose múltipla, Alzheimer e até diferentes tipos de câncer.

Este projeto será iniciado nesta semana em São Paulo, quando 150 médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e educadores físicos recebem treinamento, em 14 diferentes locais, em uma associação entre o Celafiscs e a Secretaria de Estado da Saúde, com apoios vindos da Associação Médica Brasileira e da Associação Paulista de Medicina.

Em breve o programa deve ampliar-se para o resto do Estado por uma rede virtual para a capacitação dos profisisonais. Em breve, também terá uma conversa com o Ministério da Saúde para que este curso seja aplicado em todos os estados do Brasil.