Publicado em: sábado, 05/11/2011

Médico de Michael Jackson deverá ser sentenciado na próxima segunda-feira

O julgamento do médico Conrad Murray (58), que é acusado de provocar a morte do cantor Michael Jackson deve chegar ao fim na próxima segunda-feira, data em que o júri vai anunciar o veredicto.

Cinco mulheres e sete homens devem definir o futuro de Murray. O julgamento está em recesso e deve retomar as atividades no começo da semana. Para culpar ou inocentar o médico, é preciso e que o júri tome uma decisão unanime.

Murray é acusado de provocar a morte de Michael ao lhe dar uma dose letal do anestésico propofol. O médico alega que foi o próprio paciente que tomou a dose por conta própria, pois tinha problemas para dormir.

Durante todo o processo, 49 pessoas foram ouvidas e cerca de 300 provas foram apresentadas ao júri. Se condenado o médico vai perder o direito de trabalhar. Pode ser condenado a quatro anos de reclusão e liberdade condicional.