Publicado em: terça-feira, 27/09/2011

Médico de Michael Jackson começa a ser julgado hoje

Há dois anos, dia 25 de julho de 2009, faleceu o eterno rei do pop, Michael Jackson. E nessa terça-feira, dia 27 de setembro, em Los Angeles, começará o julgamento do médico Conrad Murray, acusado de homicídio involuntário na morte do cantor.

De acordo com a promotoria do caso, o médico cardiologista foi descuidado com o medicamento propofol, analgésico utilizado pelo cantor para dormir. Esse remédio provocou a intoxicação fatal em Jackson. Porém, o médico afirma que Michael morreu enquanto ele realizava uma ligação de emergência.

Murray disse que deixou o cantor vivo, e quando voltou ele estava inconsciente. Então, suas tentativas para reanima-lo não foram bem sucedidas. O médico já admitiu que usava remédios, além do propofol, para combater a insônia de Jackson. E a defesa, por sua vez, afirma que o cantor teria tomado uma dose maior do que a recomendada por Murray.

Médicos que estudam o caso afirmam que essa tese é difícil de ser comprovada. Por mais que tenham sido encontrados traços do remédio no estômago do cantor, o uso do medicamento por via oral teria provocado diarreia e ele não teria dormido. O julgamento será transmitido pela televisão.