Publicado em: segunda-feira, 24/11/2014

Médico da Itália contrai vírus do ebola enquanto atuava no combate à doença em Serra Leoa

Médico da Itália contrai vírus do ebola enquanto atuava no combate à doença em Serra LeoaUm médico de origem italiana foi infectado com o vírus ebola, segundo informações passadas neste domingo, enquanto trabalhava realizando atendimento aos infectados pela doença na Serra Leoa, o profissional trabalhava na Internacional Emergency e o centro de tratamento fica localizado em Lakka.

O nome do profissional foi mantido em sigilo, esta é a primeira vez que o ebola atinge alguém de origem italiana, segundo informações, assim que o médico começou a desenvolver os sintomas que acomete os infectados pela doença, ele foi encaminhado para passar por exames clínicos, de acordo com as informações passadas no comunicado da Internacional Emergency, apesar de estar com o vírus ele está apresentando boas condições de saúde.

Além disso a Organização declarou que todos os profissionais, que prestam serviços no centro de atendimento para infectados, seguem os padrões para segurança, para que assim não haja risco de contágio ou propagação da doença, mas destacou também que em meio a epidemia da doença que se instaura na região é impossível que as medidas de segurança tomadas sejam consideradas totalmente seguras.

O médico será encaminhado para a Itália e lá vai passar por tratamento no Instituto Lazzaro Spallanzani, que fica localizado em Roma, ele deve chegar ao país na noite desta segunda-feira, estas medidas foram passadas pelo Ministério da Saúde e também pelas Relações Exteriores da Itália.

Por meio de nota o Ministério da Saúde italiano informou que as medidas para transferência do médico já foram tomadas no país, desde que a organização procedeu o comunicado que informava a infecção do médico, lá autoridades da Aeronáutica e também das Relações exteriores já estão a postos para procederem as atividades que forem precisas.

Segundo informações da Ministra Beatrice Lorenzin, o médico se sente bem e ainda não teve febres, além disso ele tomou seu café da manhã sem necessitar de qualquer auxílio, o que revela que ele se sente bem, apesar de estar infectado com ebola, a ministra também disse que o transporte deste será realizado com o mais alto padrão de biocontenção fruto de uma ação realizada em conjunto com outros ministérios italianos e também o governo do país.