Publicado em: sexta-feira, 21/10/2011

MEC opta pro aumento em carga horário ao invés de mais dias letivos

O Conselho Nacional de Educação participou de uma reunião junto ao Ministério da Educação na última terça-feira (18) aonde foi decidido ser mais apropriado que o ministério crie um proposta aonde acontece o aumento da carga horário por dia ao invés de se acrescentar mais dias no ano letivo. Em setembro, o ministro da Educação, Fernando Haddad, havia comentado que se estudava a proposta de passar de 200 dias letivos para 220. A informação foi liberada nesta quarta-feira (20), pela secretaria de Educação Básica.

“Não teremos a ampliação para 220 dias letivos. O ministro Haddad convocou uma reunião, no dia 18 passado, com entidades de professores, estudantes, parlamentares, gestores e universidades. O consenso é que é melhor manter os 200 dias e ampliar a carga horária diária. E democraticamente, o ministro Fernando Haddad acatou a proposta”, escreveu a nota que foi publicada no site do MEC.

Há cerca de um mês, o ministro da Educação havia apresentado em Brasília o seu plano para aumentar o numero de anos letivos aos uma pesquisa realizada pelo MEC. Ao aumento seria de quatro semanas e aconteceria de forma gradual.

Par discutir o assunto, Haddad solicitou um encontro junto aos membros do Conselho nacional da Educação para discutir o assunto. Os educadores indicaram que a melhor opção seria aumentar o número de horas diários no ambiente escolar do que o total de dias letivos. Agora a proposta precisa ir para o Congresso nacional aprovar e mudar a Lei de Diretrizes e Bases.