Publicado em: sexta-feira, 18/11/2011

MEC considera fechar 50 mil vagas após avaliação ruim do ensino superior

O Ministério da educação afirmou nesta quinta-feira (17) que considera acabar com 50 mil vagas dos cursos de ensono superior oferecidos nas áreas de administração, ciências contáveis e saúde, que obtiveram nota inferiores a 3 na avaliação do índice Geral de Cursos (IGC). Segundo os dados divulgados no mesmo dia, das 1.828 instituições de ensino superior que passaram pelo avaliação, 683, tiveram notas abaixo da média. Este total corresponde a 37,3% dos cursos abertos.

Os cursos que receberam os piores notas do IGC, podem receber um corte de 65% no total de vagas que foram oferecidas o ano de 2010 e de 20% nos anos anteriores. O Ministério ainda não divulgou quais são as instituições que devem ser afetadas com os cortes, porém, a Secretaria de Educação Superior (Sesu) comentou que a primeira lista será divulgada na próxima semana.

Os cortes ainda devem ser feitos nas instituição que não consideram apresentar desempenho satisfatório dos índices de qualidades estabelecidos pelo IGC. O MEC também não confirmou se as 50 mil vagas suspensas estão relacionadas somente as que obtiveram nível abaixo ou as demais também.

De acordo com a Sesu, os demais cursos que estão na mira do MEC devem ser supervisionados nas próximas semanas e receberam um prazo de 12 meses para resolver os problemas apresentados. O Ministério determinou que caso as instituição não apresentes mudanças ou avanços, a instituição pode ser descredenciada ou ainda ter o curso cancelado.