Publicado em: quinta-feira, 22/09/2011

MEC apresenta projeto que aumenta o número de dias letivos

Nesta quarta-feira (21), o ministro da Educação, Fernando Haddad, apresentou em primeira mão em Brasília o documento que leva o Ministério da Educação a considerar a proposta de aumentar o calendário letivo. Assim, o sistema de educação básica, tanto no nível público como privada, passam de 200 dias para 220 dias letivos.

“Sempre que o MEC se vê diante de uma evidência forte que algo pode melhorar a partir da descoberta de um estudo temos que perseguir este objetivo”, avaliou Haddad. O Ministro deve discutir a possibilidade de aumento com as secretarias de educação estadual de todo o país ainda este ano. A expectativa é que o documento seja levado até o Congresso nacional para votação no início de 2012.

“Nenhum país com bom desempenho tem uma carga horária de 800 horas. O Chile tem carga de 1.200 horas por ano e o nosso desempenho hoje é equivalente ao que o Chile tinha no ano 2000″, justificou o ministro.

O documento foi elaborado a partir da coordenação de Ricardo Paes de Barros, atual subsecretário da Secretaria de Assuntos estratégicos do governo federal. A pesquisa indica que se o calendário tiver 10 dias a mais de aula, os níveis de aprendizado aumentam em 44% e em sete pontos na nota atingida pelos alunos no exame do Sistema de Avaliação da educação básica (Saeb).