Publicado em: sexta-feira, 02/03/2012

McCain é muito liberal para republicanos, declara Obama

Nesta quinta-feira (1º), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que seu ex-rival nas eleições de quatro anos atrás, McCain, não iria receber indicação do partido para as eleições presidenciais deste ano por causa de uma “guinada em direção à direita” que os republicanos têm feito desde o ano de 2008. Obama fez esta declaração durante uma reunião para a arrecadação de fundos em Nova York.

O presidente norte-americano afirmou que McCain não seria indicado novamente para concorrer a presidência do país, pois é considerado uma pessoa muito liberal. A equipe de campanha de Obama tem avaliado o pré-candidato Mitt Romney, o favorito a disputar as eleições do dia 6 de novembro. A equipe garante que o discurso de Romney mudou com relação a sua candidatura em 2008 e está muito mais conservador, até mesmo que seus rivais no partido Rick Santorum e Newt Gingrinch.

Discurso conservador

Romney tem afirmado, constantemente, um discurso muito conservador. Ele apontou que será sempre contrário a ideia de aborto, e disse que apoiará a emenda, que está sendo avaliada no Congresso, para limitar o acesso à contracepção. O pré-candidato chegou a afirmar que possui uma arma, o que não disse em sua candidatura anterior.

Através dos discursos de Romney que a equipe de campanha de Barack Obama está tentando se firmar, classificando o pré-candidato como uma pessoa sem convicções. Além disso, a equipe comemora a mudança de ideias de Romney, fato que pode dar desvantagem a ele nos votos do centro, que serão muito importantes nas eleições presidenciais.