MC Daleste – Polícia pode estar perto de solucionar o caso

MC DalesteO produtor que contratou o show do funkeiro MC Daleste, onde o cantor acabou sendo assassinado, Rogério Rodrigues Oliveira, declarou em entrevista a um portal da internet na última quinta feira (25) que a polícia está cada vez mais próxima de conseguir solucionar e esclarecer o crime. O show aconteceu no interior de São Paulo, em Capinas, no bairro San Martin. MC Daleste foi atingido por dois disparos. Um o acertou apenas de raspão, enquanto o outro foi fatal. O show acontecia no dia 6 de julho, em uma apresentação surpresa na quermesse do bairro.

O delegado Rui Pegolo chamou Oliveira pela segunda vez na última quarta. O delegado responde pelo setor de homicídios e está cuidando da investigação deste caso. Oliveira precisou prestar depoimento e esclarecer sobre como foi o momento de prestação de socorro ao funkeiro, mais tarde levado para o Hospital Municipal de Paulínia. Além disso, Oliveira ainda precisou realizar o reconhecimento de cinco suspeitos, duas mulheres e três homens, através de fotografias.

O produtor declarou na entrevista que não reconheceu nenhuma das pessoas, mas passou quase uma hora em conversa com o delegado e pode perceber que a polícia já tem uma linha e foco na investigação, mas não pode revelar nada para não colocar a solução do caso em risco. De acordo com o produtor, o funkeiro deveria também se apresentar em Sumaré, numa casa noturna da cidade. Oliveira explicou que no dia anterior ao crime, em outro show do MC, ocorreu uma briga de casal no camarote e a polícia estava preocupada em saber o porque desta discussão, para eliminar as possibilidades de haver alguma ligação entre os casos.

De acordo com Oliveira, a polícia ainda está recebendo um número alto, de aproximadamente 200 ligações por dia, com denúncias e informações sobre o caso, muitas delas apontando a mesma versão.

+ Brasil

Buscar

Curtir