Publicado em: quarta-feira, 17/10/2012

Matrículas no ensino superior cresceram 5,7% em um ano

Matrículas no ensino superior cresceram 5,7% em um anoNo período entre os anos de 2010 e 2011, o número de matrículas na educação superior aumentou 5,7%. Estes dados estão incluindo números da rede pública e privada e integram o Censo do Ensino Superior, divulgado ontem, terça feira (16) pelo MEC, o Ministério da Educação e pelo Inep, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais.

No ano passado, o número de alunos matriculados em cursos de graduação chegou a ultrapassar a margem de 6,7 milhões. Dentro deste mesmo período, somente na rede federal de educação superior, as matrículas cresceram 10% e conta atualmente com mais de um milhão de alunos inscritos em todo o país. O maior crescimento, considerando as áreas de formação, está registrado nos cursos tecnológicos, que tiveram uma procura aumentada de 11,4%.

Enquanto isso, os cursos de licenciatura têm registrado um menor interesse, ficando com um crescimento praticamente estagnado, com 0,1% de crescimento. A principal causa do aumento é a própria demanda do mercado de trabalho, de acordo com o próprio Ministro de Educação, Aloizio Mercadante.

O crescimento nas instituições públicas registrou a média de 7,9%. Enquanto o aumento foi de 4,8% nas instituições privadas. Hoje em dia, mais de seis milhões de pessoas estão matriculadas nos cursos de graduação brasileiros. Outro dado identificado pelo levantamento é o aumento percentual de pretos e pardos que freqüentam ou já concluíram o ensino superior, para 8,8% e 11% respectivamente.

O ministro Mercadante ainda comentou sobre o ensino a distância, revelando que a modalidade cresceu quase 15%, sendo considerado um bom índice e ritmo acelerado de crescimento. No ano passado, a taxa era de 14,6%. De acordo com Mercadante, o ensino a distância não pode crescer demais, porque isto representaria um risco de perder a qualidade do ensino. E finalizou que o MEC tem regulando este ensino e estabelecendo exigências de qualidade para que a modalidade possa ser ofertada a mais pessoas e estudantes em todo o Brasil.