Publicado em: segunda-feira, 10/09/2012

Más condições e trabalho infantil são descobertos em fábricas da Samsung

Más condições e trabalho infantil são descobertos em fábricas da SamsungUma entidade chinesa, que fiscaliza as condições de trabalho no país, apresentou um relatório onde aponta diversas irregularidades em fábricas da Samsung.

De acordo com a China Labor Watch (CLW), seis fábricas cometem abusos contra seus funcionários, além de manter menores trabalhando. Com sede nos Estados Unidos a entidade realizou uma investigação nas instalações das fábricas durante um período de quatro meses. Os dados coletados no monitoramento foram compilados e deram origem a um relatório. Intitulado “Is Samsung infringing Upon Apple’s Patent to Bully Workers?”, que em livre tradução significa “A Samsung está infringindo as patentes da Apple ao intimidar trabalhadores?”.

O conteúdo do texto apresentado pela CLW trata de questões como o excesso de horas extras de trabalho e realizadas de forma forçada, abusos físicos e morais, trabalhos sem remunerados e trabalho infantil. O nome o relatório faz referência a concorrente da Samsung, a Apple, pelo fato da companhia ser acusada de maltratar funcionários da Foxconn, e ser conivente com abusos. A Foxconn é a empresa que produz a maioria dos equipamentos da Apple. Nesse caso, a empresa, enviou comunicado, garantindo que dará melhores condições de trabalho aos empregados da fabricante.

O levantamento mostrou que a maioria dos funcionários da Samsung é obrigada a realizar uma de jornada de trabalho de 12 horas, além de apontar que os trabalhadores sofrem com discriminação pela aparência física, idade ou gênero. Ao todo a CLW monitorou oito fábricas e, em três delas foram constatados casos de trabalho infantil.

O relatório afirma que nas fábricas onde foram detectados trabalhadores menores de idade, também foi constatado que eles exerciam o mesmo trabalho dos funcionários adultos. Em um ambiente de trabalho que produz MP3 e home theaters, os menores apresentavam documento de identificação de funcionários antigos. Tudo para não infringir a lei. Conforme os dados do documento, a contratação de menores de idade se deve ao fato deles serem cooperativos e não tão capazes de garantir seus direitos.

Reincidente

Essa não é a primeira vez que o nome da fabricante Samsung é envolvido em abusos de funcionários. A própria CLW informou que a fornecedora da Samsung, Motorola e LG, a HEG Eletronics já foi acusada de utilizar mão de obra de jovens.

Com a divulgação do relatório, a Samsung se viu obrigada a monitorar como estão as condições de trabalho em 250 fornecedores.