Publicado em: sexta-feira, 28/02/2014

Marqueteiro cobra do PSDB na Justiça dívida da campanha de 2010

PSDB é cobrado na Justiça por dívida da campanha de 2010O PSDB foi cobrado na justiça pelo publicitário Luiz Gonzalez por não pagar a dívida referente à campanha de José Serra à Presidência da República em 2010. Gonzalez pede a quitação da dívida de quase 9 milhões de reais pelos serviços prestados e que 4 anos depois, ainda não foram pagos. No começo deste mês, o publicitário denunciou o partido na 2ª Vara de Execução de Título Extrajudicial a fim de receber o salário atrasado, no entanto, os “caciques” tucanos afirmam não ter este dinheiro, embora tenham noção de que devem ao marqueteiro.

Em nota, o partido assumiu responsabilidade da dívida e afirmam que irão pagar, mas esta não é a prioridade dos peessedebistas, pois a campanha do senador Aécio Neves à presidência é mais importante.

Eduardo Jorge Caldas Pereira, vice-presidente executivo do PSDB durante a campanha de José Serra a presidência, disse ao jornal Estadão que o partido pagará assim que tiver dinheiro em caixa e se ainda não pagou, é porque não tem dinheiro.

Segundo a reportagem dos jornalistas Andreza Matais e Ricardo Brito, os tucanos ainda não foram noticiados da ação trabalhista protocolada no dia 6 de fevereiro. Outro ponto, é que o partido reconhece seis milhões da dívida, quase um terço do que eles devem. Enquanto isso, a justiça do Distrito Federal contesta estes valores e afirma que o PSDB deve a Gonzales R$ 8,7 milhões. Gonzalez utilizou como provas de defesa o documento em que o partido assume a dívida e a prestação do serviço realizada em 2010.

O partido e o marqueteiro têm um histórico na justiça, Gonzalez entrou na justiça em 2006 por ter participado da campanha de Geraldo Alckmin à Presidência em 2006, na época, o publicitário cobrava do partido 16 milhões de reais, valor que foi parcelado em cinco prestações pelo PSDB.