Publicado em: sexta-feira, 08/07/2011

Marina Silva anuncia desfiliação do PV

Após concorrer pela presidência do Brasil pela sigla do Partido Verde (PV), a ex-senadora Marina Silva anunciou ontem (07) sua desfiliação do partido. O pronunciamento oficial foi feito no evento “Encontro por uma nova política” e disse que ainda não está vinculada a nenhum outro partido. A intenção da ex-senadora é a de criar uma nova sigla com o lema “Verde e cidadania”.

Em suas próprias palavras, Marina explica que “Não é hora de ser pragmático, é hora de ser sonhático e de agir pelos nossos sonhos. Manter a coerência e seguir em frente, é o sentido de nosso gesto, repito. Não se trata de uma saída pragmática, com olhos postos em calendários eleitorais. Ao contrário, é a negação do pragmatismo a qualquer preço.” Com isso, Marina ressalta como sua saída do partido não foi motivada por intenções eleitorais.

Antes de se filiar ao PV, Marina foi ministra do meio ambiente no governo Lula até o ano de 2009. O motivo para sua saída foi principalmente pelas discordâncias que o governo apresentava perante sua política ambiental. Ao concorrer pela presidência em 2010, Marina se classificou como a terceira favorita na disputa.

No caso da desfiliação do PV, Marina teria tomado a decisão após passar por um desentendimento com o presidente da legenda, José Luiz Penna, que ocupa a liderança há mais de dez anos. Penna teria se recusado a organizar uma convenção para rediscutir o comando do partido. No primeiro turno das eleições presidenciais, Marina obteve 20 milhões de votos.