Publicado em: quinta-feira, 18/08/2011

Maracanã tem greve de operários

Provável palco da fina da Copa do Mundo de 2014, o Maracanã teve suas obras de reforma paralisadas na manhã desta quinta-feira (18). O motivo da parada é a manifestação dos trabalhadores da obra, que iniciaram um protesto em um canteiro no próprio estádio.

O motivo da paralisação é melhores condições de trabalho, aumento salarial, além de benefícios como vale alimentação e plano de saúde. O início da greve ocorreu após um trabalhador se ferir em uma explosão de um galão de combustível. Carlos Felipe da Silva, que trabalhava na reforma, se feriu e foi encaminhado para um hospital, com ferimentos nas pernas.

Os trabalhadores alegam que o salário pago pela empreiteira responsável pelas reformas do Maracanã, que seria de R$1180, é abaixo do que seria pago por outras empresas. Além disso, os trabalhadores alegam não ter condições de segurança de trabalho.

A greve não é o primeiro problema que o Maracanã enfrenta desde que iniciou suas reformas para a Copa do Mundo de 2014. Antes, o Ministério Público entrou com um pedido de paralisação das reformas, alegando que a marquise do estádio, tombada pelo patrimônio histórico, estaria sendo desconfigurada.