Publicado em: quinta-feira, 28/06/2012

Manuscrito inédito escrito por Chaplin é encontrado em Bolonha

Um manuscrito inédito feito pelo cineasta, escritos e ator britânico, Charles Chaplin, foi encontrado pela Filmoteca de Bolonha, na Itália. Os manuscritos trazem anotações do ator sobre um projeto que seria inspirado no bailarino Vaslav Nijinsky, mas que nunca saiu do papel. Nesta quinta-feira (28), o jornal italiano “La Repubblica”, publicou páginas do projeto, e a obra teria o personagem do dançarino, sua esposa, um antigo amigo e um velho colega.

Chaplin escreveu em suas anotações que o tema do projeto iria citar que uma carreira não irá fazer com os desejos de uma pessoa sejam realizados, no entanto, isso seria um caminho até o destino. Para encontrar o manuscrito inédito, foi realizado um árduo trabalho de investigação que começou decido ao aniversário de 60 anos do filme “Luzes da Ribalta”.

Outros achados na investigação

Além deste manuscrito, foram encontradas também quatro fotografias que não eram conhecidas, que trazem o próprio Chaplin acompanhado de Buster Keaton. Nijinsky e Chaplin se conheceram em 1917 em Los Angeles, nos Estados Unidos. O encontro aconteceu quando o bailarino, originário da Rússia, visitou Chaplin em uma gravação de “Rua da Paz”. Nikinsky estava em turnê na ocasião.

A história de vida do bailarino russo serviu de inspiração para que Chaplin criasse os manuscritos que, possivelmente, resultariam em uma obra sobre um grande bailarino. Mesmo não saindo do papel, este projeto influenciou a obra “Luzes de Ribalta”. A Filmoteca de Bolonha irá apresentar todos os detalhes sobre o manuscrito nesta sexta-feira (30) no Festival Cinema Ritrovato.