Publicado em: quarta-feira, 28/09/2011

Mantega diz que governo não irá alterar IOF sobre derivativos

Nesta terça-feira (27), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, garantiu que o governo federal não irá alterar a decisão que faz a cobrança sobre os IOF de derivativos. “Não vamos mudar o IOF”, afirmou. Mantega ainda comentou que o governo não está preparando “nenhuma medida” adicional as já tomadas para tentar combater os prováveis efeitos caso a crise mundial se intensifique.

“O governo brasileiro não prepara nenhuma medida. Tudo que tínhamos que fazer já foi feito”, destacou Mantega durante uma entrevista coletiva que foi convocada pela assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda.

Na opinião do ministro, houve um “exagero” sobre a valorização do dólar na semana passada. “Havia uma exagero no dólar que foi coibido”, reconheceu. Ele também comentou que não acredita que houve um agravamento da crise.

“A crise não piorou, não sei de onde os jornais brasileiros tiraram essa ideia de que estamos mais preocupados. O governo brasileiro está preocupado há dois, três meses. Não estamos nem mais nem menos”, disse. “O mercado não está pior, o mercado não está pior”, esclareceu o ministro.

Sobre a crise na Grécia, Mantega afirmou que o país ainda não apresente “riscos iminentes” para a declaração da moratória. “Olhei detalhadamente as contas da Grécia e não há nenhum risco iminente de default”, explicou. Para Mantega, a melhor solução é a aprovação imediata do fundo de europeu que pode auxiliar o governo grego a fazer o pagamento da dívidas aos credores.