Publicado em: quarta-feira, 07/12/2011

Mantega diz que estagnação do crescimento da economia é temporária

O ministro da Fazenda, Guido Mantega tentou demonstrar otimismo nesta terça-feira (6) após o anuncio que a economia brasileira teve crescimento zero no terceiro trimestre. Em sua fala, o ministro disse que a paralização observada é temporária e que os meses finais de 2011 devem apresentar crescimento.

Na manha desta terça-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou que o produto Interno Bruto (PIB) presentou crescimento nulo no terceiro trimestre quando comprado ao anterior, registrando a primeira queda do consumo familiar dos últimos três anos.

Mantega disse que o governo brasileiro conta com outras formas de fortalecer o consumo interno e estimular a volta do crescimento de 4 a 5% no próximo ano. Porém, ele afirmou que no momento não estão sendo estudadas outas formas de influenciar o crescimento e não há estudos que indiquem a elevação na oferta do crédito.

O secretario executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, comentou na semana passada que a economia do país poderia apresentar crescimento zero no trimestre. Segundo o IBGE, no período que compreende os meses de julho a setembro, o PIB foi de R$ 1,05 trilhão. O único setor que apresentou crescimento foi o da agropecuária, que avançou 3,2%. Em contra mão, a indústria perdeu 0,9% e o se serviços teve queda de 0,3%.