Publicado em: quarta-feira, 28/03/2012

Mantega anuncia medidas ao setor industrial na próxima semana

O governo anunciou que na próxima terça-feira será lançado o pacote de medidas para estimular a economia do setor industrial. A informação foi dada por Hugo Leal (PSC), vice-líder do governo na Câmara dos Deputados. Em função da tramitação do projeto o Executivo deve enviar para o poder Legislativo ainda essa semana. Hoje, pela manhã, o Ministro se reuniu com os líderes da base aliada na Câmara. A proposta divulgada pelo Ministro da Fazenda, Guido Mantega é que o governo deve desonerar a folha de pagamento. A alíquota para substituição será de 1,5% sobre o faturamento das empresas. De imediato alguns setores devem ser beneficiados, tais como o têxtil, de autopeças, moveleiro e também de indústrias de navios e de aviões. Leal disse ainda que o ministro pretende adotar medidas para melhorar os investimentos.

Governo deve anunciar corte de juros

Além da diminuição dos gastos com a folha de pagamento, o governo pretende ainda reduzir os custos de financiamento pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A principal proposta é cortar os juros do Programa de Sustentação do Investimento (PSI). Atualmente os juros dessa linha estão variando entre 6,5% e 8,5%. Os empresários também esperam a diminuição dos gastos com Adiantamentos de Contrato de Crédito (ACC’s).

Mesmo com essas medidas mais urgentes pra o setor industrial, Leal disse ainda que o ministro tratou de outros projetos econômicos de interesse do governo, como por exemplo, distribuição dos royalties do petróleo. Segundo Mantega, é aconselhável não votar este projeto neste momento. Um dos motivos é o ano eleitoral e isso pode influenciar os parlamentares. A proposta do ministro é que a votação fique para o final do ano. De acordo com Jovair Arantes, líder do PTB na Câmara, Mantega agradeceu ainda aos parlamentares pela votação do projeto sobre o Fundo de Previdência dos Servidores Públicos (Funpresp) que aconteceu ontem.