Publicado em: sexta-feira, 23/09/2011

Mantega acredita em benefícios com a alta do dólar para exportações

Na quinta-feira (22) o dólar conseguiu mais uma grande alta. No dia, a moeda apresentou alta de 2,26% e encerrou a R$ 1,90. Só em setembro, a alta acumulada ultrapassa 11%. Durante o encontro anual do Fundo Monetário Internacional (FMI), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, comentou que o valor cambial é flutuante.

Em sua fala, o ministro aproveitou para destacar que a desvalorização da moeda brasileira apresenta um grande benefício para as exportações do país. “Somente agora estamos menos valorizados, o que certamente traz benefício à produção industrial brasileira, os exportadores”, garantiu.

Mantega comentou que não acredita que a crescente valorização do dólar apresente risco iminente ao aumento da inflação. Para ele, as pressões que os preços estão exercendo sobre o Brasil podem ser compensadas a partir da queda da cotação de alguns produtos básicos do mercado mundial.

“Claro que se houver uma grande desvalorização do real, isso pode preocupar. Mas seria preciso uma grande piora da crise”, disse o ministro. Mantega afirmou que acredita que é possível uma deterioração do cenário econômico devido as crises.