Publicado em: sexta-feira, 03/02/2012

Manifestantes voltam às ruas para mais protestos no Egito

Nesta sexta-feira, dia 3 de janeiro, os manifestantes voltaram às ruas no Egito para protestarem mais um dia contra a violência que aconteceu em um jogo de futebol, onde 74 pessoas morreram. Nesta quinta-feira, quando a polícia entrou em confronto com os manifestantes, duas pessoas morreram na cidade de Suez.

Estas foram as duas primeiras vítimas dos protestos organizados. A manifestação foi feita para protestar contra uma briga depois do jogo de futebol entre os times de Al Ahly, do Cairo, e Al-Masry, do Porto Said. A briga deixou mais de 70 pessoas mortas. As duas pessoas que morreram no confronto de ontem entre policiais e manifestantes foram atingidas com disparos.

Cerca de três mil pessoas participaram do protesto nesta quinta-feira. Vários manifestantes tentaram invadir o Ministério do Interior, porém foram contidos pela polícia. Os protestantes acusam a polícia egípcia de não agir corretamente para tentar garantir a segurança de todos que estavam assistindo ao jogo. Além dos dois mortos, mais de 400 pessoas ficaram feridas durante a manifestação.

A tragédia abalou a confiança do povo com relação ao governo militar, em um período em que o Egito se prepara para realizar as eleições presidenciais que pretende transferir o poder militar para um civil. O governo, por sua vez, realizou reuniões de emergência e divulgou a demissão de diversos funcionários, além de decretar três dias oficiais de luto.