Publicado em: quinta-feira, 06/06/2013

Manifestantes turcos entregam lista de exigências para acabar com mobilização

Manifestantes turcos entregam lista de exigências para acabar com mobilizaçãoOs manifestantes que estão ocupando a praça Taksim do centro da cidae turca de Istambul, há aproximadamente uma semana entregaram uma lista com exigências para o governo turco para que possam se desmobilizar nesta quarta-feira (5). O movimento conta com sindicalistas, que fizeram greve de dois dias e fizeram uma marcha durante a mesma praça e também em Ancara, capital do país, também durante a quarta-feira.

O primeiro item é que sejam depostos chefes de polícia da cidade de Istambul, de Ancara e de outras cidades tucas em que ocorreu violência contra os cidadãos manifestantes. Este pedido chegou ao vice-premiê Bulent Arinc, que, durante a terça-feira (4), havia pedido desculpas pelas pessoas que tinham sido feridas nestas ações e ofereceu o diálogo.

Este protesto teve início como uma maneira de exigir que árvores de um parque anexo a uma praça não fossem cortadas para que fosse construído um shopping center. Porém as forças de segurança tiveram uma reação de violência contra os manifestantes, e utilizaram canhões d’água e bombas de gás lacrimogêneo. Agora o protesto também tem slogans contra o premiê Recep Tayyp Erdogan.

Durante a quarta-feira, as forças entraram outra vez em confronto com manifestantes nas cidades de Istambul e de Ancara. A Associação de Direitos Humanos da capital diz que aproximadamente mil pessoas estiveram feridas e outras 3.300 foram presas.