Publicado em: terça-feira, 13/03/2012

Maníaco da Cantareira vai a júri por assassinato de adolescentes em 2007

O julgamento de Ademir Oliveira Rosário, conhecido como Maníaco da Cantareira, começará nesta terça-feira (13), no Fórum de Santana, Zona Norte de São Paulo. Ele é acusado do assassinato de dois irmãos em uma região de mata fechada da capital paulista.

Segundo as investigações da Polícia Civil, o réu confessou ser o autor do assassinato de Francisco Ferreira de Oliveira Neto, de 14 anos, e de Josenildo José de Oliveira, de 13 anos, no dia 22 de setembro de 2007, na Serra da Cantareira. Ele estava em regime semiaberto acusado de outros crimes. A investigação do caso também apontou que Rosário teria abusado sexualmente dos adolescentes antes de matá-los. Ele está preso enquanto responde ao crime.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o júri começou por volta das 13h30 e pode acabar ainda hoje. Sete jurados devem decidir se Rosário é inocente ou culpado das acusações de duplo homicídio qualificado (motivo torpe e emboscada para atrapalhar a defesa das vítimas). Durante o julgamento, são ouvidas testemunhas de defesa e acusação. Após isso, Ministério Público e advogado do réu devem defender suas ideias para os jurados.

O juiz responsável por dar a sentença é Gilberto Ferreira da Cruz. Eduardo Campana é o promotor do caso. Como a decisão é de um júri popular, o julgamento é aberto para quem quiser acompanhar. A imprensa também está autorizada a cobrir o júri, mas não será possível fazer imagens de dentro da sala, de acordo com a assessoria do TJ-SP.