Publicado em: quarta-feira, 25/04/2012

Malária mata 1.400 crianças por dia em todo o mundo, diz ONU

Nesta terça-feira (24), a ONU classificou como uma “tragédia monumental” o número que crianças que morrem todos os dias por conta da malária. A Organização das Nações Unidas qualificou a situação, sendo que mais de 1.400 crianças são vítimas da doença todos os dias em várias localidades do mundo.

A ONU afirma que esta situação poderia ser revertida com um baixo orçamento. A organização apresentou uma mensagem de Ban Ki-moon, secretário geral da ONU, dizendo que a situação teve uma melhora com relação a 2011, sendo que no ano passado mais de 1.900 morriam vítimas de malária.

Situação inaceitável

Mesmo com a melhora, o secretário-geral da organização afirma que a alta mortalidade é algo inaceitável. Ban Ki-moon acredita que é possível que haja esperança de que as vidas sejam salvas com a ajuda internacional. Ele afirma que as pessoas estão se prevenindo contra a doença colocando telas de proteção em suas casas, e os pacientes estão recebendo a medicação adequada.

O secretário-geral afirma que não podem existir desculpas para que não haja uma intervenção mundial e investimentos contra a doença. Um exame para diagnosticar rapidamente a doença custa US$ 0,50, e a medicação custa cerca de US$ 1. Ban Ki-moon afirma que é preciso investir na medicina para as próximas gerações.