Publicado em: sexta-feira, 23/12/2011

Mais de mil pessoas desapareceram após tempestades nas Filipinas

Nesta quinta-feira, dia 22 de dezembro, o relatório do Centro Nacional de Desastres apresentava 53 pessoas desaparecida nas Filipinas. Porém, este número aumentou assustadoramente no decorrer do dia, e as autoridades contam 1.079 desaparecidos após as tempestades que afetaram o sul do país. Além isso, 1.080 pessoas já foram mortas.

O porta-voz da Defesa Civil, Florentino Sison, disse que os servidores enviados para as cidades Iligan e Cagayan de Oro atualizaram as informações nas últimas horas do dia com familiares dos desaparecidos. As equipes de resgate estão a muitos dias trabalhando para recuperarem os corpos arrastados até Bohol, a mais de 100 quilômetros de onde aconteceu a tragédia.

Mais de 600 mil pessoas foram atingidas pelas inundações, sendo que mais da metade delas está em abrigos em Mindanao. Nesta sexta-feira, o número de pessoas feridas atingiu 1.979, grande parte devido a pancadas e cortes. As autoridades do país têm receio de uma epidemia de leptospirose, disenteria e cólera.

A tempestade Washi atingiu as Filipinas na semana passada, afetando 13 cidades. Os prejuízos das chuvas chegam a 1.033 bilhão de pesos, equivalente a US$ 23,68 milhões. Os principais danos foram em hospitais, estradas, escolas e pontes. Benigno Aquino, presidente do país, anunciou estado de calamidade e divulgou a criação de um fundo de US$ 26,6 milhões.