Publicado em: segunda-feira, 20/01/2014

Mais de 61 milhões de pessoas estão sem trabalho no Brasil

61 milhões de pessoas estão sem trabalho no BrasilCerca de 38% da população brasileira que tem idade para trabalhar, segundo o IBGE, estão sem emprego no Brasil. A taxa é similar nos Estados Unidos, 37,4%, que ainda está se recuperando da crise.

Este dados, referente ao segundo trimestre de 2013, nos mostram que apesar das taxas baixas de desemprego o mercado de trabalho aponta ainda sinais de precariedade.

Fora da conta estão os menores de 18 e maiores de 60 anos. Mas, mesmo assim, cerca de 30 milhões de pessoas estão fora do mercado porque desistiram de procurar ou porque nem ao menos tentaram, ou ainda porque recebem algum benefício social.

Este número é maior que o de 7,3 milhões de brasileiros que são tidos oficialmente como desempregados nas tabelas do IBGE. Com isso, podemos observar que o número de desempregados poderia crescer se as pessoas optassem por entrar na disputa de vagas.

Os números apontam que a maior parte das pessoas que entram neste quadro são as donas de casa, sendo que cerca de 40 milhões são mulheres. A proporção de mulheres é bem menor entre os desempregados, chegando a pouca mais da metade.

Cerca de 55,4% dessas pessoas tem o grau de instrução muito baixo, com a formação mínima do ensino fundamental. Porém, uma parcela de quase um quarto do total, fazem parte aqueles que concluíram o ensino médio ou até mais escolaridade.

Em um parâmetro de toda a população que tem idade para entrar no mercado de trabalho, mais de 159 milhões, os grupos menos e mais escolarizados são parecidos, com aproximadamente 40%.

EXPECTATIVA BOA

Ainda não há uma análise da evolução dos dados na nova pesquisa referente aos últimos anos, porém outras trabalhos mostram a melhoria na participação feminina e ainda na escolaridade no mercado.

Um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), realizado em 2012, mostra que as mulheres fazem parte de mais da metade da força de trabalho.