Publicado em: quinta-feira, 21/01/2010

Mãe que injetou heroína no filho é condenada à prisão perpétua

Uma mulher que injetou heroína ‘por compaixão’ em seu filho foi condenada à prisão perpétua na Grã-Bretanha.

O filho de Frances Inglis apresentava uma lesão cerebral incurável, e a mãe, alegando que queria pôr fim ao sofrimento do filho, aplicou uma dose letal intravenosa de heroína.

Thomaz, filho de Frances, vivia em estado vegetativo desde 2008, após cair de uma ambulância. O jovem havia participado de uma briga em um bar, e durante o atendimento tentou fugir, e ao cair, bateu com a cabeça no chão.

O julgamento de Frances Inglis ocorreu na quarta-feira, e o juiz entendeu que, apesar das justificativas e apoio da família, tratava-se de um assassinato, mesma opinião que teve o júri, condenando Frances à prisão perpétua.