Publicado em: sexta-feira, 27/07/2012

Mãe e filho são mortos em Porto Alegre; pai é suspeito

Uma mulher de 39 anos e um menino de cinco anos de idade foram encontrados mortos na quinta-feira, 26 de julho, na zona sul de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Os dois foram mortos com golpes de faca e foram sepultados no final da manhã desta sexta-feira, 27 de julho.

O enterro aconteceu no cemitério São Miguel e Almas, em Porto Alegre, e mais de cem pessoas acompanharam o sepultamento.

A mulher era uma enfermeiratrabalhava na Vigilância em Saúde da Prefeitura da capital gaúcha estava planejando para a próxima quarta-feira, 1° de agosto, uma manifestação contra a violência à mulher.

O principal suspeito do assassinato de mãe e filho é o pai da criança e marido da mulher, um bioquímico que tem 45 anos. De acordo com informações, ele teria tentado se matar se atirando de uma ponte depois de cometer os crimes. Inicialmente, a polícia acredita que o motivo do crime tenha sido passional. De acordo com a polícia, o crime poderia ter sido motivado por uma suposta traição da mulher.

O delegado Cléber Lima, da Delegacia de Homicídios de Porto Alegre está a frente do caso e disse que o casal estava junto já 15 anos.

Depois de tentar praticar o suicídio se atirando de uma ponte na BR 290 por volta das 23 horas da quarta-feira, o homem, que é o principal suspeito de ter praticado o crime contra a mulher e o filho, foi resgatado por pescadores e levado para um hospital da cidade. Os funcionários do hospital tentaram entrar em contato com a família dele. Ao saber do que tinha acontecido, o pai da vítima ligou para a polícia. Os policiais arrombaram a casa em que o casal vivia com o filho por volta das seis horas da manhã e encontraram os corpos de mãe e filho em quartos separados e com marcas de perfurações.