Publicado em: quinta-feira, 17/11/2011

Lupi vai ao Senado justificar caso do jatinho

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), vai ao Senado nesta quinta-feira (17) à reunião marcada para as 9h após novas acusações colocarem as afirmações da semana passada, também em reunião para discutir a crise no Ministério, definirem a possibilidade de substituição no cargo. No primeiro encontro, Lupi negou ter viajado no jatinho do empresário Adair Meira, dono de organizações não governamentais (ONGs), que tem convênios com a pasta do ministro.

Em entrevista concedida nessa terça-feira (14) à Rede Globo, Meira confirmou que conhece Lupi e que se o ministro nega este fato é porque ele está com a memória ruim. Uma foto de Lupi saindo do jatinho do empresário também circulou pelos meios de comunicação, derrubando as afirmações do ministro na semana passada. A revista Veja teve acesso a um vídeo do momento em que Lupi desce do avião e também divulgou o material na internet.

Além de ter que se explicar ao Senado, Lupi também terá que convencer a bancada do PDT que deve continuar no cargo até a reforma ministerial prometida pela presidenta Dilma Rousseff. Porém, representantes da legenda manifestaram que a melhor alternativa seria o afastamento de Lupi. Caso ele consiga sair da reunião com uma nota oficial de apoio, Lupi poderá conseguir continuar na pasta até o início do ano.

Se Lupi for afastado, ele será o sétimo ministro a cair durante a gestão de Dilma. A presidenta prometeu a reforma ministerial também para acalmar a situação política pela qual o seu governo vem passando nos últimos meses.