Publicado em: domingo, 08/06/2014

Lula reconhece que inflação está um ‘pouquinho alta’ e precisa de uma melhora

Lula reconhece que inflação está um ‘pouquinho alta’ e precisa de uma melhora‘A inflação do país está um pouquinho alta e precisa tomar um remédio logo’, foi essa a declaração que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nessa quinta-feira (5), durante uma palestra que aconteceu em um hotel em Porto Alegre. Lula falou sobre a política econômica do país, mas não fez críticas em relação a como está administrada no governo da atual presidente Dilma Rousseff.

Além disso, o ex-presidente também falou sobre a alta de preços, que até então não está fora do que foi estabelecido da meta enquanto o PT se mantém no poder – com IPCA entre 2,5% e 6,5% ao ano -, e ainda fez comparações de como está atualmente em relação a época da hiperinflação, que marcou os anos 80 e 90 no Brasil. Ele ressaltou que mesmo que esteja um pouco alta e precise de ‘um remédio’, a inflação nunca saiu da meta durante esses 11 anos.

PIB

Lula acredita que o problema pode ser resolvido com um ‘choque rápido e um banho gelado’, afirmando que Dilma sabe que é o trabalhador que acaba perdendo com essa alta na inflamação. Lula também lembra da época em que passou por isso, e diz que hoje o brasileiro não sabe o que é realmente inflação, relembra que já chegou a ser 80% ao mês e recebia seu salário em um atacadista.

As pessoas precisavam estocar alimentos, afirma dizendo em tom de brincadeira que deve ter papel higiênico até hoje que ficou daquela época. Durante o discurso, o ex-presidente abordou sobre o Produto Interno Bruto no qual teve um crescimento de 0,2 no primeiro trimestre do ano. De acordo com sua opinião, não há como ter um grande crescimento todo ano consecutivo, e ele tem consciência que todos queriam que o PIB brasileiro permanecesse subindo, ano após ano, entretanto, como no governo e nem na vida pessoal, isso também não acontece todos os dias.