Publicado em: sexta-feira, 02/03/2012

Lula pediu para que Ricardo Teixeira não renunciasse

Nos bastidores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) uma coisa é certa: o atual presidente Ricardo Teixeira só permaneceu no cargo máximo do futebol brasileiro por conta de um telefonema do ex-presidente Lula, que está em tratamento de um câncer.

Os principais responsáveis por essa intermediação da conversa entre Lula e Ricardo Teixeira foram o ex-presidente do Corinthians e atual diretor de seleções, Andrés Sanchez, e o ex-jogador Ronaldo Nazário, que é dirigente do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014.

A renúncia de Teixeira já era certa, mas Andrés e Ronaldo tentavam lhe convencer da permanência. Quando o presidente da CBF estava irredutível, pediram para que Lula ligasse e conversasse com ele.
Os argumentos do ex-presidente eram os mesmos da dupla: se Ricardo Teixeira renunciasse, isso seria um atestado de culpa de todas as acusações que ele estava sofrendo de corrupção. Por isso que Teixeira decidiu permanecer e convocou a assembleia geral da CBF justamente para dizer que ficava.