Publicado em: sexta-feira, 13/04/2012

Londres proíbe campanha que diz que gays podem se curar

Londres proíbe campanha que diz que gays podem se curarAs autoridades responsáveis pelo transporta da cidade de Londres vetaram um anúncio que estava sendo veiculado nos ônibus da capital. A campanha dizia que os homossexuais poderiam ser curados. O anúncio é uma paródia da ideia do grupo pró-gay Stonewall (‘Algumas pessoas são gays. Aceite isso’). A campanha publicitária diz que é possível que as terapias mudem a orientação sexual das pessoas.

O anúncio começaria a ser veiculados nos ônibus de Londres a partir da próxima semana e trazia como enunciado “Não gay! Pós-gay, ex-gay e orgulhoso. Aceite isso!”. No entanto, após várias reclamações, a Transport for London (TfL), autoridade do transporte da cidade, proibiu que a campanha fosse veiculada.

Censura

O grupo cristão Core Issues Trust, que está por trás do anúncio, disse que a proibição é uma forma de censura. A autoridade do transporte londrino, por sua vez, afirmou que a campanha não reflete uma cidade “inclusiva e tolerante”. O porta-voz da TfL afirmou que a campanha não está nem estará em nenhum dos transportes da cidade.

Desde abril do ano passado, mil ônibus de Londres apresentam campanhas que promovem o casamento homossexual, que fazem parte da campanha “Algumas pessoas são gays. Aceite isso”. A campanha do grupo cristão seria veiculada em cinco rotas centrais de ônibus em Londres, inclusive alguns destinos turísticos e principais, como Oxford Street, Piccadilly Circus, Catedral de St Paul e Trafalgar Square.