Publicado em: terça-feira, 17/07/2012

Londres 2012 – Americanos elogiam time do Brasil após amistoso

Os astros da equipe masculina de basquete dos Estados Unidos teceram elogios ao Brasil, após o amistoso realizado na noite da última segunda-feira (16), em Washington. Apontados como francos favoritos à medalha de ouro, os norte-americanos encontraram dificuldades para vencer a seleção brasileira, principalmente no primeiro quarto.

Principal nome do Los Angeles Lakers e uma das referências da atual seleção dos Estados Unidos, o armador Kobe Bryant ressaltou que a equipe treinada por Ruben Magnano apresentou um sólido plano de jogo, e que fez um bom primeiro quarto, quando os brasileiros chegaram a abrir dez pontos de diferença no placar. Kobe ainda falou que o amistoso serviu como um ‘aprendizado’ e que serve para fazer os ajustes para a disputa das Olimpíadas de Londres.

Outra estrela norte-americana, o ala LeBron James, cestinha da partida com 30 pontos, enalteceu a força do garrafão da equipe brasileira, mas também valorizou o fato de seu time ter encontrado uma fórmula para vencer, e lembrou o segundo quarto da partida, quando os Estados Unidos marcaram 20 pontos, enquanto que o Brasil anotou somente cinco.

O amistoso entre norte-americanos e brasileiros terminou com vitória de 80 a 69, e além do primeiro quarto, a seleção do Brasil por diversas vezes incomodou a equipe da casa, chegando a diminuir a diferença no placar no último quarto para apenas seis pontos. O armador Marcelinho Huertas e o ala Alex foram alguns dos destaques do time brasileiro, anotando mais de dez pontos.

Após a vitória sobre o Brasil, a seleção dos Estados Unidos agora segue para a Europa, onde irá participar de um torneio amistoso contra Espanha e Argentina. Os brasileiros seguem o mesmo caminho e participam de um triangular com França e Austrália. Os norte-americanos estão no grupo A do torneio Olímpico, juntamente com Argentina, Tunísia, Lituânia, Nigéria e Argentina. Já a chave dos brasileiros conta com Austrália, Espanha, Reino Unido, China e Rússia.