Publicado em: sexta-feira, 20/01/2012

Lobista de empresas trabalha em gabinete de filho de ministro

Um lobista de empreiteiras que conseguiram contratos com o Ministério de Integração Nacional, atualmente sob chefia do ministro Fernando Bezerra, trabalha no gabinete do filho de Bezerra, o deputado Fernando Coelho (PSB-PE). O deputado apresentou emendas ao Orçamento de 2011 que asseguraram R$ 1,8 milhão em recursos do Ministério para duas construtoras representadas pelo mesmo lobista, Aerolande Amós da Cruz. O chefe do gabinete do deputado nega que Cruz trabalhe com Coelho.

Nas últimas semanas, Bezerra vem sendo alvo de denúncias por conta da sua atuação no Ministério. Primeiramente, Bezerra foi acusado de privilegiar o estado de Pernambuco, seu estado natal, com a destinação de verbas para investir em estrutura de prevenção às enchentes. Na sequência, Bezerra foi acusado de favorecer seu filho, o deputado Coelho, na aprovação das propostas apresentadas por ele à pasta, sendo que o deputado estaria com índice de 100% de aprovação das suas emendas.

Coelho foi o único congressista a conseguir todo o dinheiro pedido empenhado (reservado no Orçamento para pagamento) pelo ministério (R$ 9,1 milhões). Além disso, outros 219 colegas também solicitaram os mesmos recursos para a Integração. Contudo, Bezerra alega que seu filho não é o único a ter 100% de aprovação nos pedidos feitos ao Ministério, e isso comprovaria que não é favorecimento.

As acusações contra Bezerra fazem parte da onda de denúncias contra os ministros do governo da presidenta Dilma Rousseff (PT), sendo que sete caíram em 2011. A maioria dos nomes envolvidos em escândalos também fazia parte do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.