Publicado em: sexta-feira, 18/05/2012

Livro sobre cartas secretas à Bento XVI causa polêmica na Itália

Nesta sexta-feira (18), o jornal II Corriere della Sera publicou um resumo do livro escrito por Gianluigi Nuzzi, intitulado “Sua Santidade, cartas secretas do Papa”. A obra traz uma série de cartas secretas que foram enviadas para o papa Bento XVI sobre os mais variados temas, como manobras políticas e escândalos sexuais de padres.

O livro foi baseado nas correspondências confidenciais recebidas pelo papa e também por seu secretário pessoal, Georg Gaenswein. A obra traz depoimentos internos sobre políticos como Giorgio Napolitano e Silvio Berlusconi, além do escândalo sexual envolvendo o padre mexicano Macial Maciel.

Acesso às cartas

De acordo com agências internacionais de notícia, Gianluigi Nuzzi conseguiu ter acesso às cartas confidenciais por meio dos funcionários da Secretaria de Estado. O escritor conseguiu muitos documentos que tinham o selo “Reservado”, confeccionados por esta Secretaria.

O Vaticano ainda não fez um pronunciamento sobre o livro. Nuzzi contou para o jornal que passou um ano tendo que aguentar os “corvos do Vaticano”, que lhe faziam esperar durante muito tempo para ter os documentos, além de terem “precauções maníacas”. Desde que Bento XVI criou uma comissão de inquérito para apurar os sumiços dos documentos, em março de 2011, Nuzzi não conseguir mais ter contato com o grupo.