Publicado em: segunda-feira, 03/03/2014

Linha Nokia X é apontada como “salvadora” da empresa

Linha Nokia X é apontada como “salvadora” da empresaNa última semana o Mobile World Congress (MWC), maior evento mundial sobre dispositivos móveis, trouxe ao mundo dezenas de novidades para as mais variadas demandas dos consumidores. E, curiosamente, uma das principais atrações do evento foi a linha X, da Nokia, que apresentou smartphones extremamente simples. Em meio a tantas inovações, a linha X se destacou muito mais pelo que representa para o mercado.

Tendência

Ao todo, a Nokia lançou três dispositivos para a família X: Nokia X, Nokia XL e Nokia X+. Estes são os primeiros dispositivos da empresa finlandesa a virem equipados com Android como sistema operacional, o que pode representar o renascimento da Nokia no mercado.

Há três anos, quando perdeu terreno de vez no mundo dos smartphones, a Nokia decidiu abandonar o Symbian, seu sistema operacional próprio. Na época, a escolha substituta foi o Windows Phone. Assim que esta mudança foi anunciada, diversos especialistas lamentaram a decisão da Nokia, pois o Windows Phone ainda era um sistema arriscado.

As previsões se confirmaram. Em 2013, o Windows Phone era utilizado por apenas 3,6% dos donos de smartphones no mundo. Neste mesmo período, o Android respondeu por 78,9% do mercado global.

Mercado

O domínio do Android teve reflexos diretos nas vendas da Nokia. Atualmente, a empresa – que já foi uma das líderes mundiais na venda de celulares – não figura sequer entre as cinco maiores do setor. Contudo, com o lançamento da família X, a tendência natural é de que a Nokia recupere terreno.

Sistema misto

A Nokia se destacou na World Mobile Congress por apresentar uma versão interessante do Android. O sistema operacional possui plataforma aberta, o que permite que os desenvolvedores criem suas próprias versões. Para a família X, a Nokia apostou em uma interface de blocos, muito semelhante à do Windows Phone. Contudo, o sistema permite o acesso a todos os aplicativos do Android. Desta forma, a empresa conseguiu reunir a versatilidade do Android e o design do Windows.

Apesar de apresentarem alguma lentidão quando comparados a smartphones concorrentes, os modelos da família X têm grande chance de conquistar o mercado devido ao preço baixíssimo. O Nokia X deve chegar ao Brasil com um preço em torno de R$400.

Dilema

O Nokia X, entretanto, deixará a Microsoft (atual dona da Nokia) em uma encruzilhada: com o sucesso dos novos modelos, a Microsoft finalmente conseguirá ganhar terreno no universo dos smartphones, algo almejado há tempos pela empresa. Por outro lado, o crescimento das vendas do Nokia X deixará evidente o fracasso do Windows Phone, projeto que já foi visto com muita ambição pela Microsoft.

Levando em conta as vendas dos modelos da família X, a Microsoft poderá se ver obrigada a abandonar completamente o sistema Windows Phone, adotando apenas o Android em seus próximos lançamentos. Há pouco tempo, esta possibilidade poderia soar absurda para os executivos da empresa, pois o Windows Phone era visto como a porta de entrada da Microsoft no mercado de smartphones, algo que ainda está longe de acontecer.