Publicado em: sábado, 14/01/2012

Liminar desobriga Coritiba a ceder seu estádio

O caso envolvendo o Coritiba e o Atlético-PR, a respeito do uso do Couto Pereira por parte dos rubro-negros, já se transforma em uma briga judicial. Na noite da última sexta-feira (13), uma liminar aceitou o pedido alviverde de não obrigar a alugar seu estádio para os rivais.

A decisão foi expedida pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), e seu presidente, Peterson Morosko aceitou os argumentos do Coritiba, que alegam abuso de autoridade da Federação Paranaense de Futebol (FPF) ao querer obrigar que o clube aceite emprestar seu estádio ao rival.

Horas antes, a FPF havia emitido um boletim obrigando o Coritiba a alugar o Couto Pereira para o Atlético-PR. O rubro-negro precisa indicar um estádio por conta das obras na Arena da Baixada, e o alviverde alega que não pode emprestar seu estádio porque a maratona de jogos irá prejudicar o gramado e o Conselho Deliberativo do Clube precisa ser consultado.