Publicado em: quinta-feira, 01/03/2012

Líder do PR ameaça apoio a Serra caso o partido não volte a ocupar Ministério

O líder do PR no Senado, Blairo Maggi (MT), anunciou ontem (29) que, se as negociações com o governo federal não avançarem sobre a volta do partido ao Ministério dos Transportes, o partido poderá apoiar a candidatura de José Serra (PSDB) à prefeitura de São Paulo.

Maggi disse que se o partido não faz parte da base governista ele está livre para negociar em qualquer lugar, ainda mais que o PR já faz parte da base do prefeito Kassab na capital. O atual ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, é filiado ao PR, no entanto o partido alega que essa foi uma “escolha pessoal” da presidente Dilma Rousseff e não reconhece a indicação.

O ministro Alfredo Nascimento (PR-AM), que ocupava o ministério dos Transportes até ano passado, deixou a pasta em função de denúncias de irregularidades no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Com a saída de Nascimento, o partido alega que deixou a base aliada do governo e passou a votar de maneira independente.

Desde a saída do ministro, o PR vem negociando com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para que o PR retorne para a base aliada do governo na Câmara e no Senado e, principalmente, no ministério. Maggi disse que se o pedido for atendido pela ministra a situação pode mudar e fica mais fácil seguir as parcerias com o PT.

O pedido do partido é pelo mesmo ministério, mas Maggi não soube dizer o que farão caso recebam oferta de outro ministério. Ele alega que a bancada do partido tem posições divergentes sobre o assunto. O senador disse que espera uma posição do partido sobre isso, mas acredita que o PR queira retornar ao Ministério dos Transportes. Ao ser questionado se o partido aceitaria o Ministério da Pesca, o líder afirmou que teriam recusado o convite.