Publicado em: terça-feira, 26/06/2012

Libertadores 2012 – Corinthians busca feito que não acontece há 33 anos

O Corinthians desembarcou em Buenos Aires na tarde da última segunda-feira (25) animado para a disputa de sua primeira final de Copa Libertadores da América. O time faz um treino em La Bombonera na terça, e em seguida volta à concentração para o confronto que acontece no dia seguinte.

Na Argentina, os corintianos tentarão fazer com que seja mantido um feito que já não acontece há mais de trina anos no torneio continental. O Corinthians pode ser campeão invicto da Libertadores, algo que não acontece há 33 anos, quando a competição tinha fórmula diferente e as equipes disputavam menos partidas para ser campeões.

O último campeão invicto na Libertadores foi justamente o Boca Juniors, adversária corintiano nesta decisão, em 1978. O time argentino, na ocasião, se beneficiou do regulamento adotado até 1999, onde os atuais campeões entravam na fase de mata-mata dos torneios. Para ser o último campeão invicto, o Boca disputou apenas seis jogos, enquanto que o Corinthians irá jogar 14 partidas.

Caso venha a conseguir o feito, os corintianos não seriam os primeiros brasileiros a levantar a copa sem serem derrotados. O Santos, em 1963, quando também entrou na fase decisiva do torneio por ser o atual campeão, assegurou o título sem sofrer nenhuma derrota. Curiosamente, a conquista santista foi sobre o Boca. O primeiro campeão invicto da Libertadores foi o Peñarol, do Uurugai, que faturou o título sem derrotas já na primeira edição do torneio continental, em 1960.

No desembarque em Buenos Aires, o volante Paulinho admitiu que a intenção dos jogadores é brigar para assegurar uma conquista invicta. O jogador acredita que ser campeão nestas condições iria tornar o título corintiano ainda maior, suficiente para colocar na história do futebol brasileiro.