Publicado em: quarta-feira, 10/09/2014

Lewandowski assume oficialmente nessa quarta-feira como presidente do STF

Lewandowski assume oficialmente nessa quarta-feira como presidente do STFNessa quarta-feira (20), o ministro Ricardo Lewandowski às 15h toma posse oficialmente como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele já ocupava o cargo interinamente desde o dia 31 de julho, quando foi publicada no “Diário Oficial da União” a aposentadoria do ministro Joaquim Barbosa. Nesta mesma cerimônia, a ministra Cármen Lúcia tomara posse como vice-presidente do tribunal. Para a cerimônia, foram convidadas 1,5 mil pessoas, entre elas, parentes dos ministros, amigos e autoridades. A presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente da República, Michel Temer, também confirmaram presença. Além deles, estarão presentes os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Durante a solenidade, antes da posse, Lewandowski posará para a foto oficial no Salão Branco, depois, abrirá a sessão no plenário do Supremo. Nas duas últimas posses para presidente, o Hino Nacional foi cantado por cantoras famosas. Esse ano, o ministro decidiu fazer diferente e convidou a banda dos fuzileiros navais de Brasília para tocar. Na posse de Joaquim Barbosa, Fafá de Belém foi a responsável por dar voz ao hino. Na anterior à dele, na posse do ministro Ayres Britto, quem cantou foi Daniela Mercury.

Procedimentos da cerimônia

Após o Hino Nacional, o ministro que possui mais tem tempo de atividade no Supremo, Celso de Mello, comandará a cerimônia e convidará o diretor-geral do tribunal para ler o termo de posse. Depois disso, Lewandowski e Cármen Lúcia realizarão o juramento oficial, em que irão prometer “cumprir fielmente a Constituição”, e por fim, assinarão os termos de posse. O ministro Marco Aurélio Mello fará um discurso em nome do STF. Assim como ele, também terão espaço para um momento de discurso na cerimônia, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado.