Publicado em: quarta-feira, 26/03/2014

Letras perdidas de Bob Dylan vão virar disco

Letras perdidas de Bob Dylan vão virar discoMarcus Mumford, da banda Mumford & Sons, e Jim James, da My Morning Jacket, se reuniram com o cantor Elvis Costello para produzir um disco a partirt de letras do compositor norte-americano Bob Dylan, que estavam perdidas há décadas. O anúncio do novo álbum foi feito pela revista britânica New Musical Express (NME).

O álbum já ganhou nome, e deve ser lançado ainda em 2014. Com o título de “Lost On The River: The New Basement Tapes”, o disco virá acompanhado por um documentário que contará a história de produção do álbum. O filme será dirigido por Sam Jones.

Letras

As letras que servirão como base para o novo álbum foram feitas por Dylan na época do lançamento do disco “Basement Tapes”, ainda na década de 1960. Em 1975, algumas destas faixas foram parar em outro disco de Dylan, o álbum homônimo de 1975. Contudo, o restante delas foi descartado, perdendo-se ao longo das décadas.

Participações

No total, o álbum terá 24 faixas e, além Elvis Costello, Jim James e Marcus Mumford, contará também nomes como Taylor Goldsmith (Dawes) e Rhiannon Giddens (Carolina Chocolate Drops). O produtor T Bone Burnett, que já realizou parcerias com o próprio Bob Dylan, também está confirmado no disco. T Bone voltou a se destacar recentemente pela produção da trilha sonora da série True Detective, da HBO.

Sam Jones, cineasta responsável pelo documentário que acompanhará o disco, afirmou que a descoberta das composições perdidas de Bob Dylan é algo digno de um filme hollywoodiano. As músicas eram dadas como perdidas há mais de 40 anos.

Letras incompletas

Uma parcela considerável das letras encontradas está incompleta. Por isso, os artistas convidados para participar da coletânea também terão a responsabilidade de terminar as composições de Dylan. Para Sam Jones, esta é uma oportunidade única de encontro de gerações, com jovens artistas da atualidade compondo “em parceria” com o Bob Dylan da década de 1960.

Projetos similares

Esta não é a primeira vez que um projeto deste tipo é realizado nos últimos anos. Em 2011, diversas letras incompletas de Hank Williams, que viveu entre os anos de 1923 e 1953, foram terminadas por artistas da música Country. Curiosamente, o próprio Bob Dylan este envolvido no projeto: as letras incompletas de Hank Williams foram entregues a ele em 2008 pela Sony, que pediu ao compositor para que ele as terminasse. Ao invés disso, Dylan entregou algumas delas a outros artistas. O material deu origem ao álbum “The Lost Notebooks of Hank Williams”.

Na época de seu lançamento, o álbum causou muita controvérsia, principalmente entre os fãs de Hank Williams. Muitas das letras foram entregues a artistas que pouco têm a ver com o legado Country deixado pelo compositor, como Norah Jones, Jakob Dylan (filho de Bob Dylan) e Sheryl Crow. Por outro lado, o filho e o neto de Hank Williams não foram chamados para o projeto, embora tenham longa carreira no meio musical. Outro ponto muito criticado foi a alteração das letras compostas por Hank Sr.