Publicado em: terça-feira, 27/05/2014

Leilão da Marca Sulfabril deve acontecer nesta terça-feira 15 anos após falência ser decretada

Leilão da Marca Sulfabril deve acontecer nesta terça-feira 15 anos após falência ser decretadaDeve acontecer nesta terça-feira o leilão da malharia Sulfabril que teve sucesso entre os anos de 1970 e 1980, a marca fazia tanto sucesso nessa época que os comerciais relativos a lançamentos da malharia e confecção contava com a participação de artistas de peso, além disso as propagandas eram exibidas durante o horário nobre.

No leilão estão à venda a marca Sulfabril, que está avaliada em R$ 40 milhões, e também as fábricas da confecção que estão avaliadas em R$ 120 milhões, mesmo com a decretação de falência a Sulfabril ainda possuí duas de suas fábricas em atividade, a empresa está sob administração do economista e professor Celso Mario Zipf, que foi nomeado pela Justiça.

No total a Sulfabril tem aproximadamente R$ 119 milhões em dívidas, desse número R$ 60 milhões são referentes a dívidas trabalhistas, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Blumenau, de acordo com Osmar Packer três mil funcionários que trabalharam na Sulfabril tem direito a recebimento de indenizações, Osmar é advogado do Sindicato.

A sentença sobre o leilão foi dada no mês de Fevereiro deste ano pela Juíza Quitéria Tamanini Vieira Peres, que justificou que após um longo período dedicado a todo processo de falência, o leilão já é aguardado para que assim possa ser procedido o pagamento de créditos.

As duas fábricas que estão em atividade, uma em Ascurra e outra em Blumenau, ambas em Santa Catarina, detém juntas o total de 700 funcionários em atividade, a empresa ainda possuí outras duas fábricas em Santa Catarina, porém estas apesar de já estarem desativadas, tabém participam do leilão.

O leilão será como um pregão, por carta fechada, os interessados na aquisição, enviam suas propostas, essas cartas poderiam ser entregues até esta segunda-feira para que a proposta pudesse ser considerada, após a verificação das cartas, aqueles que realizarem as maiores ofertas, prosseguem para o leilão, onde terá prioridade aqueles que demonstraram o desejo de aquisição conjunta de todos os bens contidos no lote.