Publicado em: quarta-feira, 21/12/2011

Lei Geral da Copa é adiada para 2012

Não foi desta vez que o texto da Lei Geral da Copa do Mundo de 2014 foi aprovado. A sessão que seria realizada na última terça-feira (20), na Câmara dos Deputados, para analisar o projeto, acabou sendo cancelada por falta de quórum.

A sessão na tarde de terça foi esvaziada, e sem o número suficiente de deputados para a aprovação do texto, a discussão agora ficará somente para o ano que vem. A reunião desta semana nem chegou a ser aberta, e agora não há uma previsão de quando a lei que regulamenta a Copa do Mundo e a Copa das Confederações no Brasil volte à pauta no Congresso.

A manobra de ‘emperrar’ a votação foi feita por deputados contrários à venda de bebidas alcoólicas nos estádios. O tema é um dos mais polêmicos do texto, e a Fifa pede a sua liberação, já que tem como um dos patrocinadores uma marca de cervejas. O relator do projeto, Vicente Cândido (PT-SP) já incluiu no texto a liberação do consumo e venda durante o Mundial.

O presidente da comissão que avalia o texto, o deputado Renan Filho (PMDB-AL), admite que a Lei Geral ainda não foi amplamente discutida pelos parlamentares, e acredita que o adiamento servirá para que se entre em um consenso sobre os temas polêmicos do texto.