Publicado em: terça-feira, 22/07/2014

Leandra Leal classifica Cristina como uma “mocinha forte e esperta”, sua personagem em “Império”

Leandra Leal classifica Cristina como uma “mocinha forte e esperta”, sua personagem em “Império”A novela “Império” reserva grande surpresas para a estreia que acontece hoje (21). Leandra Leal fala sobre sua personagem e a classifica como uma “mocinha forte e esperta”. Segundo a atriz, ela não é certinha, e tem algo que a difere muito de uma mocinha: ela não é boba.

Na trama das 21h de Aguinaldo Silva, Cristina precisa cuidar da mãe que sofre de uma doença, da prisão do irmão Elivaldo e das maldades da tia Cora, que é interpretada por Drica Moraes. Como senão bastasse toda essa responsabilidade, ela ainda descobre a verdade sobre o passado de sua mãe e que na realidade é filha de José Alfredo. Cristina será uma mulher brasileira com tudo que tem direito, contemporânea, que comanda um lar.

Ela não será uma mocinha cheia de compaixão e boba, porque ela administra problemas muito grandes e que colocam em jogo toda sua família e sua vida pessoal. Após relatar tanto sofrimento que a personagem irá passar, ela conta que haverá muitas cenas de choro, mas afirma que não será um choro atoa. “Existe muito sofrimento em toda sua trajetória, porém não é à toa, ela fica em busca de descobrir como irá conseguir lidar com tantos problemas ao mesmo tempo”, ressalta.

Fernando X Vicente

Ainda ao desenrolar dos capítulos acontecerão grandes reviravoltas em sua vida. Cristina precisará lidar também com os problemas do coração.

Ela começa namorando Fernando, interpretado por Erom Cordeiro – no qual Leandra Leal classifica o namoro como bom para ela e que dá segurança, contudo, Cristina tem um namoradinho de infância, que se chama Vicente e ele voltará a morar na casa ao lado da dela, e isso trará uma grande confusão em seus sentimentos, abalando sua relação com Fernando.

A atriz também revela que para incorporar a personagem, precisou fazer uma preparação com o argentino Eduardo Milewicz. Os dois se encontravam durante a semana para ler e estudar os textos