Publicado em: quarta-feira, 08/05/2013

Lauryn Hill é condenada a três meses de prisão por sonegação fiscal

Lauryn HillA americana Lauryn Hill bem que tentou escapar da sentença, mas não teve jeito, a cantora foi condenada a três meses de prisão e a pagar uma multa de 60 mil dólares por sonegação fiscal, nesta segunda-feira.
De acordo com informações divulgadas pela agência Associated Press, a artista garante que pagou a quantia de um milhão de dólares aos cofres públicos do país.
Lauryn terá que cumprir três meses de detenção no presídio federal, a partir do dia 8 de junho, e depois disso terá que permanecer mais três meses em prisão domiciliar, para depois cumprir mais nove meses de liberdade condicional.
O advogado da cantora tentou começar o juiz alegando que a cantora tem vários projetos sociais, além de ter seis filhos para criar, mas o pediu de clemência não foi aceito pela Corte.
O julgamento de Lauryn Hill estava previsto par ao dia 22 de abril, mas foi adiado por uma juíza da cidade de Nova Jérsei, que ainda a repreendeu por não ter cumprido a promessa de fazer a restituição.
Em 2012, a cantora afirmou que realmente era culpada pelas três acusações de sonegação tributária por deixar de declarar impostos de renda durante os anos de 2005, 2006 e 2007, mesmo tendo recebido mais de um milhão de dólares pelos direitos fonográficos das suas músicas, participação em filmes e lucro das quatro empresas que é proprietária. Na época, Lauryn Hill alegou que não apresentou as declarações fiscais para poder garantir o bem estar de sua família, afinal, ela é mãe de seis filhos.
Diante da confissão, a artista poderia ter sido condenada a mais de três anos de reclusão.

Durante o julgamento nesta segunda, a juíza Madeline Cox Arleo criticou o fato de a cantora confiar na possibilidade de um futuro contrato com uma gravadora para poder pagar as pendencias da sua fatura fiscal. Lauryn pagou apenas 50 mil dólares, mas 500 mil que teria que pagar. A cantora saiu do tribunal sem se pronunciar sobre o caso.