Publicado em: segunda-feira, 26/12/2011

Laudo indica que remédio que matou 10 em MG foi preparado com fórmula errada

O remédio manipulado pela Fórmula Pharma, em Teófilo Otoni, interior de Minas Gerais, suspeito de ser responsável pela morte de dez pessoas preparado com a formula errado. O lauda da Fundação Ezequiel Dias (Funeb) divulgou na ultima quinta-feira (23) pela Secretaria de estado de Saúde de Minas Gerais indica que a medicação continua o anti-hipertensivo Anlodipina Besilato 5mg.

Segundo a Secretaria de Saúde, o Funeb analisou todas as amostras apreendidas e enviadas pela Vigilância Sanitária Estadual e pela Polícia Civil de Minas Gerais que estavam nas casas das pessoas que ingeriram a droga. Todo material foi avaliado com a presença do proprietário da rede de farmácia, Ricardo Luís Portilho.

De acordo com a secretaria, a primeira parte do laudo indica que a droga analisada não continha a presença do antiparasitário Secnidazol que foi preparado pela Fórmula Pharma no dia 14 de novembro. A segunda fase analisou se o anti-hipertensivo continua traços dos remédios, uma vez que todos as pessoas que morreram apresentaram sintomas semelhantes. O laboratório ainda deve confirmar a concentração encontrada.

Na avaliação do secretário de Estado de Saúde, Antonio Jorge de Souza Marques, mesmo que o resultado definitivo do laudo esteja disponível somente em 30 dias, a avaliação prévia indica a “clareza do erro técnico grave” durante a manipulação do remédio. Nos solidarizamos com as famílias que sofreram com a perda dos seus entes queridos. Agora, o problema se torna um caso de polícia”, disse.