Publicado em: quinta-feira, 27/06/2013

Lauda faz questionamento sobre castigo para Mercedes e faz críticas contra modelo atual da F1

Lauda faz questionamento sobre castigo para Mercedes e faz críticas contra modelo atual da F1A punição que a Mercedes sofreu devido ao teste secreto de pneus no mês de maio deste ano ainda está repercutindo na Fórmula 1. Niki Lauda está inflexível e insiste que a equipe não poderia ser culpada por violar o regulamento durante o julgamento que ocorreu no tribunal da FIA na última semana na cidade de Paris. A equipe alemã foi proibida de fazer teste com jovens pilotos no autódromo de Silverstone.

O tricampeão da F1 e atual chefe da equipe diz que o time não violou nenhuma regra. Ele aponta que não foram avisados, nem um cartão amarelo que levasse para esse cartão vermelho, como ele chamou. Ele aponta que as intrigas e histórias sobre o caso foram injustas, e disse que tudo foi feito de maneira correta.

O ex-piloto afirmou que o tribunal da FIA deu o veredito apenas olhando para o lado esportivo, e não pela intriga política que havia tomado parte das manchetes, porém fez críticas ao comportamento dos times rivais, entre elas a Red Bull que pediu para que houvesse uma multa de US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 218 milhões) para a Mercedes. Lauda frequenta o paddock desde a década de 1970, enquanto era piloto, e lamentou o ambiente hostil em que a categoria está.

O austríaco chegou a dar uma alfinetada sobre o sistema que foi criado pela categoria, em que todas as equipes precisam aprovar para que exista alguma alteração no regulamento. Conforme Lauda isto vem prejudicando a fornecedora dos pneus, porque ela não tem como desenvolver compostos que venham a ser satisfatórios, pois não tem um carro recente para testar, e sim um modelo do ano de 2010 e disse que esta regra se trata de um desastre.