Publicado em: segunda-feira, 17/06/2013

Klara Castanho procurou Astrid Fontenelle para saber sobre diagnóstico de lúpus

Klara Castanho procurou Astrid Fontenelle para saber sobre diagnóstico de lúpusColega de Klara Castanho e apreciadora do trabalho da menina, desde a gravação do seriado “Mothern”, na rede GNT, Astrid Fontenelle se ofereceu para ajudar a jovem ariz assim que ela descobriu que a personagem vivida por Klara na novela teria lúpus, um tipo de doença autoimune. Astrid comenta que conhece Klara desde que era menor e quando soube de seu papel na novela, a parabenizou através do twitter oferecendo ajuda caso a atriz precisasse. Astrid, que é apresentadora de TV foi diagnosticada com a doença em 2012.

E Klara, que tem 12 anos, procurou sim Astrid para conversar sobre a doença. Ela tentou entender principalmente como a apresentadora reagiu ao descobrir que tinha a doença. Klara ligou para Astrid e contou que já tinha pesquisado algumas coisas sobre a doença, como tratamento e seus sintomas. Mas, para Astrid, a pergunta mais difícil que Klara fez foi saber como ela reagiu ao diagnóstico. Klara disse a Astrid que para interpretar a personagem gostaria de descobrir o que a pessoa sente ao saber que tem uma doença que é crônica. Assim, Astrid diz que foi uma grande responsabilidade explicar para uma criança de que forma a personagem poderia sentir a notícia.

Astrid também explicou alguma umas restrições provocadas pela doença na vida de Paulinha, interpretada por Klara. Astrid diz que uma das grandes restrições é que ela não pode tomar sol. Mas, aos seus 52 anos de idade, ela não sente muita falta disso, diferente do que sentiria uma criança de 12 anos ao descobrir isso. Astrid diz que Klara queria saber mais sobre a questão emocional, então Astrid explicou que uma criança e uma pessoa mais velha enfrentam de forma diferente as doenças.

Para a apresentadora, vai ajudar no diagnóstico da doença o assunto ser transmitido em rede nacional. Astrid explica que até algum tempo a doença não era diagnosticada. Muita gente morria com lesões no fígado ou rins, sem saber que eram provocadas pelo lúpus. Astrid diz que ela mesma não sabia nada sobre a doença e até hoje vê muitas pessoas com doenças autoimunes, como o lúpus, que agradecem a oportunidade de ver a doença exposta por uma pessoa que é bastante conhecida, como Astrid, que está bem. Com a novela, Astrid acha que a repercussão serão maior ainda.