Publicado em: quarta-feira, 24/08/2011

Kassab tem prazo para explicar aumento nos salários de prefeito e vice

O Ministério Público ajuizou nesta terça-feira (23) uma ação civil pública para impedir que o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e sua vice-prefeita, Alda Marco Antônio, recebam os salários com reajuste de 62% que foi aprovado ainda em janeiro deste ano. Além disso, o promotor de Justiça do Patrimônio Público e Social, Marcelo Duarte Daneluzzi, exige que a diferença do salário recebido até agora pelos dois seja devolvida aos cofres públicos da cidade.

Nesta quarta-feira (24), Kassab declarou que “a Prefeitura está à disposição da Justiça para quaisquer esclarecimentos. Nesse caso específico, todos sabem que eu mesmo não tenho recebido meus salários, até para ficar claro que não foi em caráter pessoal, tenho feito a doação desse acréscimo para o Hospital do Câncer. Mas estamos à disposição, muito conscientes de que tudo que temos feito tem sido feito dentro ética e da moral. Confiamos nos esclarecimentos que serão dados pela Secretaria de Negócios Jurídicos.”

Tanto o prefeito quanto a vice receberam o período de 62 horas para explicarem o aumento nos seus salários. Atualmente, o valor recebido por Kassab é de R$20 mil, sendo que antes do reajuste a sua remuneração era de R$ 12,3 mil. Da mesma maneira, o reajuste no salário de Alda garantiu um valor de R$10 mil.

Ao mesmo tempo em que Kassab garante doar parte do seu salário, o prefeito defende que o aumento concedido ao salário da vice deve ser mantido. Em julho deste ano um novo reajuste foi aprovado para ambos, mas este só entra em vigor em 2012.