Publicado em: terça-feira, 17/01/2012

Kassab promete a Lula apoio de vereadores à candidatura de Haddad

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), teria prometido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 30 dos 55 vereadores filiados ao seu partido em apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT), atual ministro da Educação, na campanha para a prefeitura. Na semana passada, Kassab teria se encontrado com Lula para oferecer um nome a vice, em tentativa de realizar uma dobradinha com o PT. Os petistas não confirmaram se a aliança foi feita ou não.

Ao mesmo tempo em que Kassab conseguiria garantir o apoio de classes diferentes caso apoiasse a candidatura de Haddad, integrantes do PT entendem que os seus eleitores não aceitariam com facilidade a aliança com o PSD. Antes de fundar o partido, Kassab fazia parte do DEM, antigo aliado do PSDB que, por sua vez, é uma das mais fortes oposições ao PT. Portanto, uma aliança entre PT e PSD seria difícil de ser entendida pelo eleitor petista.

Ao mesmo tempo, o próprio PSDB vê a iniciativa de Kassab como algo fora do normal. Kassab teria planejado uma aliança com os tucanos para promover a candidatura do vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD). Outra opção seria apoiar a campanha de José Serra (PSDB), ex-governador do estado, mas o tucano vem resistindo a lançar campanha.

A intenção de Serra seria se preservar para 2014, quando tentaria concorrer novamente à presidência da República. O PSDB conta com a sua própria divisão interna, que tem apoiadores à candidatura de Serra e outros que são contrários a essa perspectiva.