Publicado em: sexta-feira, 17/02/2012

Kassab apóia Serra para disputar eleição

Gilberto Kassab (PSD), prefeito de São Paulo, comunicou o diretório do PT que apóia a candidatura de José Serra (PSDB) na eleição municipal deste ano. O aviso de Kassab frustra a idéia articulada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que o prefeito se alie ao petista Fernando Haddad. Segundo o prefeito, é uma questão de lealdade com o ex-governador do estado.

Diante deste novo cenário, em que o PT não pode mais contar com Kassab, é necessário evitar que outros candidatos de centro-esquerda lancem candidatura. O principal alvo agora é Netinho de Paula, do PC do B, e Paulinho da Força, do PDT. Estrategicamente, os petistas não devem ficar contra as pré-candidaturas de Gabriel Chalita, do PMDB, e de Celso Russomanno, do PRB. O Partido dos Trabalhadores entende que eles tiram mais votos de Serra que de Haddad. A idéia possivelmente é pedir apoio para o segundo turno contra o tucano.

Segundo o presidente estadual do PT, Edinho Silva, a candidatura do ex-governador muda o cenário eleitoral da capital paulista e exige que o PT trabalhe com novas estratégias. Para Silva, a entrada de Serra reunifica o conservadorismo da política na cidade. Sobre alianças em outros municípios, Kassab disse ao PT que o fato de o PSD apoiar Serra na capital, não significa que não possa fazer parceria com candidatos petistas no interior do estado.

Sobre as estimativas, Kassab disse que Serra possui força política para vencer as eleições e que será “o próximo prefeito de São Paulo”. Ele também discorda que o alto índice de rejeição apontado nas pesquisas impeça a vitória de Serra contra o PT. O ex-governador não pretendia disputar as eleições municipais para não comprometer os projetos para 2014, mas, segundo Kassab, foi convencido para que o PSDB não fique de fora do segundo turno.